1 de dez de 2013

Consulta 7º mês

1 comentários
Olá, como vocês estão? Nossa já faz um mês desde o último post... queria tanto poder escrever mais, registrar tudo o que acontece com minha princesa, mas acontece... Então, dia 25 Alexia foi para a pediatra para sua consulta mensal. Sem gripinha, sem queixas... Dessa vez a Alexia aprontou! Fez xixi na maca enquanto a Dra media ela...rsrs. Acontece! Mas eu fiquei com vergonha.  Eu tava bem ansiosa pra ver o peso já que na última consulta ela não atingiu a linha verde do cartão (peso ideal). Ela mais uma vez não ganhou o que devia. Fiquei um pouco triste, mas ela ainda está dentro do peso ideal... e eu que tava achando ela tão mais cheinha... Dra passou Profol (estimulante do apetite), continua com o Noripurum, Revitan Júnior... Passou também Camomilina C para ajudar Alexia a ficar mais tranqüila à noite.


Sobre minhas noites... honestamente, esse é um assunto meio delicado pra mim. Alexia nunca passou uma noite em claro, nem mesmo 1 hora acordada no meio da madrugada, mas ela acorda pra mamar! Acorda e dorme ao peito, só acorda pra que eu a coloque no peito, deu pra entender?! Então tecnicamente, se não levarmos em conta esse 1 minuto em que levo pra colocar ela no peito, ela dorme a noite toda. No começo, ela acordava a cada 3h e mamava por 15 minutos mais ou menos... aí tínhamos que colocar pra arrotar (ô coisa mais chata!) e aí eram mais uns 10 minutos... mamãe aqui passava de 20 a 30 min acordada na madrugada enquanto bebê dormia tranquilamente. Depois ela oscilava entre a cada 4h, a cada 2h... e o período da mamada ás vezes chegava a 30 min! E ainda tinha que botar pra arrotar... e meu marido me ajudou muito nisso! Quando voltei a trabalhar, aguentei um pouco... mas passava o dia com muito sono...não tava rendendo muito e aí veio a solução, Alexia passou a dormir comigo! Sei que não é o ideal... mas se você nunca passou a noite acordando pra dá de mamar (mamar no peito, porque isso também suga nossa energia) e teve que acordar dia após dia para trabalhar, não me julgue! Uma coisa que aprendi com a maternidade é que não podemos orientar outra mãe como fazer alguma coisa... aprendi a ser humilde e dizer simplesmente: comigo foi assim! O fato de uma mãe conseguir, ou ter a sorte, de ter um filho que mama exclusivamente e dorme a noite toda não faz de você uma super mãe... faz simplesmente que seu filho seja uma das poucas crianças que dorme a noite toda mesmo mamando exclusivamente. Lóóóógico que se eu pudesse escolher, queria que Alexia fosse uma dessas crianças, mas hoje eu dou graças à Deus dela mamar durante a madrugada, porque assim vai ganhando mais peso, pouco pela amamentação que não é mais tão suficiente... mas se eu pudesse mesmo, escolheria ser uma mãe que aguenta acordar a noite e dá de mamar na poltrona e botar o bebê pra dormir no berço. Enquanto não trabalhava, levei isso na boa... Agora são outros 500. Não sei como vai ser daqui pra frente... quero que Alexia durma no seu cantinho, mas isso ao seu tempo... talvez quando eu estiver de férias...rsrs. Enfim, desabafo encerrado! Ahhhh e antes de dormir por aqui tá tendo o show da noite... Quando se dá início a rotina do sono Alexia começa a brigar muito... e resmunga demais! A impressão que tenho é que ela não gosta de dormir porque vai deixar de brincar!rsrsrs Dei camomilina 2 dias e isso já acalmou mais ela... faz com que ela realmente fique mais tranquila e pegue no sono mais fácil... mas ela ainda acorda um bocado pra mamar, mesmo dando mingau de mucilom uma hora antes dela dormir!

A Dra já liberou peixe e caldo de feijão! Ela já come praticamente tudo, sendo em papinhas... um pouco caroçudas mas não muito... Ahhh e nada de dentes.

Mudando de assunto, ontem minha pequena foi pra piscina pela 1a vez! Adorou... ela que não para as perninhas pode se divertir muito na piscina... compramos uma pequena pra ela brincar, mas não resistimos e levamos ela pra piscina mesmo... por pouco tempo, mas ela adorou e se enfadou...rsrs. Foi um dia lindo pra nossa família. E ela tava de biquini... tão linda!


Medidas: 7.170 kg
               67,5 cm

3 de nov de 2013

Consulta 6° mês

1 comentários
Ai, gente... nem sei como começar... 

A consulta foi mais pra falar das mudanças na alimentação. A Dra disse que o LM não é mais suficiente pra alimentar minha filhota. Ela já vem comendo papinhas, doces e salgadas, mas nunca deixou o peito. Aliás, durante a noite ela desconta o tempo que fiquei longe dela e aproveita pra mamar um bocado. Durante o dia ela pega o peito mais pra marcar território... não passa nem 2 minutos mamando e não quer mais. A Dra passou o leite ninho integral e mucilom de arroz... ensinou a fazer mousse de frutinha (por aqui tem sido sucesso o de goiaba), introduziu o macarrão e carninha... esses ainda não deram ibope! Ela não ganhou muito peso no último mês... cresceu o esperando, mas o peso... : /
Alexia tem oscilado em dias bons e outros em que ela não quer comer... essa semana tá meio difícil porque até água que ela vinha tomando não quer! Há 2 dias vinha ficando com febre, sem apetite e muito enjoada... coisa que raramente acontece. Hoje ela acordou bem e sem febre, mas minhas 2 últimas noites foram difíceis... não porque ela não dorme...mas porque eu fico acordando tensa pra ver se a temperatura tem baixado. A Dra disse que só levasse pro hospital se a temperatura chegasse aos 39... não compessa levar antes devido aos riscos de pegarem uma infecção ser maior do que controlar a febre em casa (com banhos e tylenol). Ontem a noite chegou a 39 e eu orei muito pra que não subisse mais. Antes de saber que tava em 39 tinha dado tylenol e aguardei... ela foi dormir e a temperatura baixou. Não teve mais febre e tá um pouco menos enjoada. Será que são os dentes?! Todo mundo por aqui acha que sim... mas mãe de primeira viagem fica aflita demais numa hora dessas. Graças a Deus ela mama ainda... aproveito o dengo dela e tô oferecendo o peito ao máximo. Tomara que esse bendito dente saia logo!

Quanto ao desenvolvimento, muito sapeca! Tá querendo conversar... muitos dádádáááá... quando chora sai um mámá... Fofa demais. Aprendeu a jogar as coisas longe e com força quando tá zangada. Quando não quer comer "trava" a boquinha e empura a colher ou copinho... Senta só e procura trazer as coisas pra perto dela.
6° mesversário

Sentando sozinha!
Medidas: 6,920 Kg
               64,5cm

20 de out de 2013

Susto!

6 comentários
Semana passada (só deu tempo agora) saio do trabalho e a babá me liga dizendo que a Alexia tá chorando sem parar a meia hora... ela tentou dá comida (caso fome), saiu pra passear (caso tédio) e Alexia só chorando. Chego em casa e ela tinha acabado de vomitar na babá. Pego no colo, acalento e ela só chorando. Tentei dá o peito e ela se acalmou e começou a cochilar. De repente, ela acorda vomitando, ainda com o peito na boca... chora de novo... muito! Meu marido pegou ela no colo, foi dá um banho nela pra ver ser ela melhorava e eu liguei pra pediatra. Enquanto isso, Alexia vomita de novo, e de novo. A Dra passou um remédio e pediu pra esperar 30 minutos e se não passasse levasse ela pro hospital (Ai ai). Depois de 30 min, chega o remédio e Alexia já tinha tentado vomitar outras vezes, mas não tinha nada no estômago então a barriguinha ficava fazendo força pra colocar algo pra fora e como não tinha, ficava só a agonia. Tadinha da minha filha... chorou tanto e ficou fraquinha que dormiu. O remédio finalmente chegou e acordamos ela pra tomar. Tomou e dormiu... dormiu... dormiu... E a mãe aqui ficou preocupada e vigiando a respiração, a temperatura.... ô susto! Mas depois ela acordou, ainda molinha, eu dei de mamar e ela foi melhorando. Dra disse que era uma virose que tava dando. Ainda bem que passou.

Fotinha da minha gatinha... toda fashion.

6 de out de 2013

Consulta 5º Mês

4 comentários
Linda, sapeca, esperta... São adjetivos que recheiam meus lábios sempre que falo da minha pequena. Meu Deus, quanto amor pode caber no coração de uma mãe?!

Minha vida tá uma correria enooorme! Gente, ser mãe, esposa e trabalhar e puxado demais. Desde que voltei a trabalhar sinto que levo o mundo nas costas. Tanta responsabilidade, mas tanta alegria... Sabe, quando vejo como minha filha tem crescido bem, tão sorridente e escuto da pediatra que ela é a típica bebê saudável... Isso enche meu coração de uma alegria, um gozo, tão grande. (Mãezinhas me entendem, né?!)

Alexia está saudável, comendo frutinhas e papinhas salgadas! A pediatra passou nessa última consulta, sempre 2 legumes e frango. Tem dias que ela come mais, outros só quer poucas colheradas... E as vezes, ela quer comer com as próprias mãos - bagunça certa! Nessa última semana tá comendo melhor... A babá coloca galinha pintadinha e ela vai abrindo a boquinha e o aviãozinho entrando...rssrsrs. E por falar em galinha pintadinha, ela ama a música da barata mentirosa e a da Mariana... Tão linda.

Continua tomando Protovit Plus e Noripurum. Nada de dentes por enquanto, mas tem dias que ela fica muito impaciente e me pergunto se não são os tais dentinhos que estão perto de vir. Li num livro que tosse, coriza também são sintomas de que eles estão chegando... Isso bate com a semana passada, que apesar do xarope pra tosse, ela continuou com a tosse vez ou outra.

Ela já rola na cama e tô procurando por aqui aqueles tapetes em EVA para ela poder aprender a engatinhar. Na cama ela fica impaciente pois quer sair do canto, levanta o bumbum como se fosse ficar de 4 mas ainda não conseguiu... Também começou a sentar... não sozinha, mas com apoio e as mãozinhas pra frente... ou então, um encosto nas costas...

Ahhhe faltam menos de 7 meses para Alexia completar 1 aninho... E eu tô com a cabeça fervilhando de idéias! Próximo post conto - hahaha.

Medidas: 6,505 Kg

                    63,5 cm

E no mêsversário teve cupcake... Filhota adorou!

12 de set de 2013

Consulta 4º Mês

4 comentários
Então, sobre a consulta do 4º mês...

Alexia tá comendo frutinhas (fruta mesmo, só melão) em forma de papinhas (fruta+leite). Gosta de pêra, melão, mamão... Ahhhhh e banana! Um dia faltou em casa as frutas que a pediatra indicou e aí foi a vez da banana e a Alexia adorou... Bom é que como ela é docinha, até ajudou a tomar água. Suco de maracujá ela faz careta, uma graça! Laranja lima parece que não fez muito sucesso. Falta ela provar a goiaba, das frutas indicada. Mês que vem começam as papinhas salgadas... Vamos ver se ela vai gostar.
Tomando suquinho de maracujá!
Quem não quer mamadeira, bebe no "copinho"

Gente, Alexia aprendeu a virar... A gente coloca ela com as costas na cama e ela vira ligeirinho! Começou  faz 1 semana, mas desde o fim de semana tá mais prática! Agora ela fica impaciente quando vira porque não consegue sair do canto...rsrs... Ela se arrasta um pouco, dá uma volta mas é só arrastando. A gente percebe que ela quer engatinhar e as vezes levanta o bumbunzinho. Tããão linda.
4º Mêsversário

Medidas: 6.050 Kg
                    62 cm


Post curto pois o tempo aqui tá assim também, curtíssimo!



1 de set de 2013

Taaaantas coisas!

2 comentários
Faz tempo eu sei... Tô em falta com o blog. E tanta coisa tem acontecido! Aliás, quanta coisa acontece de uma semana para outra quando temos bebês! Cada dia é uma novidade. Nesse tempo que fiquei longe, nós fizemos a primeira viagem - ida e volta - com a Alexia. Fomos pra Fortaleza visitar meus pais, a priminha da Alexia que nasceu e outras 3 amiguinhas que nasceram. Todas meninas, todas princesinhas.  2 são gêmeas e já vão fazer 2 meses, as outras 2 nascerão dia 1º e dia 10. Percebi o quanto a Alexia cresceu! Não acredito que ela já foi tão pequenininha e parece que faz tanto tempo! E sim... Hoje o post tá cheio de exclamações.

Durante a viagem a Alexia dormiu muito, acordava pra mamar e já dormia de novo quando o carro tava em movimento. Foi tudo bem. Quando chegamos na casa dos meus pais ela era só sorrisos! Não via meu pai desde que tinha 1 mês e meio e ao vê-lo, foi logo sorrindo, até parecia que tinha reconhecido o avô! Fomos ao shopping, e lá ela ficou um pouco impaciente porque passamos um pouco da hora do almoço e ela queria ir pra casa dormir. Aliás, foi quando ela deu trabalho... Quando queria voltar pra casa para dormir. E sobre isso vou falar mais um pouquinho...

--- A Hora de Dormir
Todo mundo fala que é bom ter rotina, que ajuda o bebê a se acalmar e ir desacelerando e se preparar para dormir. Começamos com um banho tranqüilo, depois trocamos a fralda, ela mama e dorme... Simples, né?! Não por aqui! Alexia não gosta de dormir, ou então é outra coisa que ainda não descobri. A questão é que quando chega o banho da noite ou na hora de trocar a fralda ela começa a chorar... Ao botar o pijama é um escândalo! E ninar? Não quer saber de ôôô ááá... Ás vezes nem quer pegar o peito! O que fizemos? Transformamos tudo numa enorme brincadeira...  Brincamos na hora do banho, na hora de botar a fralda e aí passeio com ela pela casa, brincando, dançando ou qualquer coisa... Quando ela percebe que não vai dormir e fica bem feliz com isso, levo-a de volta para o trocador e coloco o pijama, conversando muito com ela. Depois vou pra varanda pra ela levar um ventinho - aqui tá queeeeente demais - e aí quando ela vai ficando mais tranquila ou "pede" para dormir dou de mamar. Aí ela dorme. E coloco ela pra arrotar e depois de uns 20 min no meu colo - adooooro - coloco ela no bercinho. E ela vai pro mundo dos sonhos... Ela dorme em média 4 hr ou 4,5 hr direto no primeiro sono e no outro umas 3h... Claro que nem todos os dias são assim. Uns dias ela dorme um pouco menos e na noite antes de viajar e na primeira na casa dos meus pais ela chegou a dormir 5,5h! Adooooooorei! Mas nem curti tanto a primeira noite porque fiquei acordando pra ver se tava tudo bem com ela.

Voltando a viagem...
Fomos também pra primeira festinha de aniversário com ela... Foi de um priminho que completava 1 ano. Tudo lindo, tema fazendinha e minha princesa se comportou muuuuito bem. Olhava pra tudo com muita curiosidade e atenção. Também passeamos numa praça com lago, compramos um "canguru" para ela... Fiquei surpresa o quanto ela gostou. Tiramos muitas fotos, fizemos um nanoálbum com 18 fotinhas pra eu carregar na bolsa e mostrar pra todos como é linda minha filhota.

Outro assunto:
Chegamos em casa no domingo. Eu mooorta de cansada. A segunda chegou e com ela o meu 1º dia de volta ao trabalho. Gente é outro parto... Mas um de separação. Mesmo trabalhando muito perto de casa, conversamos com a pediatra e ela achou que devido a nova rotina seria melhor introduzir frutinhas na alimentação da Alexia... E também o leite artificial. Começamos com o leite e ela nada! Não queria mamadeira... Tentamos dá maçã, mamão... Ela beliscou o mamão. Mas sentiu muita falta do peito... Fez greve de fome... Aí no meio do expediente aparecem lá no trabalho a Alexia com a babá. Dei de mamar e elas voltaram pra casa. Na hora do almoço tentei dá mais um pouco, ela mamou. Saí pro turno da tarde e foi a mesma coisa. O coração fica tão pequeno... No segundo dia ela agüentou mais tempo sem mamar... Voltei mais cedo pra casa. No 3º dia... A babá me liga e diz que dessa vez tinha boas notícias! Alexia comeu! Comeu uma papinha de mamão, NAN e um pouquinho de açúcar mascavo. Hoje foi com maçã e ela aos poucos tá comendo e eu já me sinto mais tranqüila. Com a volta ao trabalho tô exausta... Cansada demais mas me sinto completa... Mãe, esposa e profissional. É uma nova fase da minha vida... De novo.


Ai, tem tanta coisa pra falar... Mas cadê o tempo?... Comecei esse post ontem (21/08) e hoje tô feliz porque Alexia quis dormir mais cedo. Semana que vem tem consulta dos 4 meses e acho que vai ser o próximo post.

P.S. ainda demorei pra publicar porque a net daqui tá pééééssima... esse vai ficar sem foto...

3 de ago de 2013

Vacina do 3° mês e fases

2 comentários
Como tinha dito, post sobre as vacinas do 3º mês. Pra variar, eu fiz mais drama e sofri mais que a Alexia. Fomos no dia 31/07, um pouquinho atrasado devido a gripe dela. Saímos cedinho, fomos no posto perto de casa... tava faltando as 2 vacinas. Fomos noutro pertinho, também faltando. No 3° posto, tinha as vacinas mas as agulhas seringas tinham agulhas mais grossas que as que usam para bebês. No 4° posto, finalmente, tinha tudo. Papai segurou, enfermeira aplicou e eu fiquei segurando os bracinhos pra ela não bater na mão da técnica. Ela chorou na 1a e na 2a... que dó! 1 injeção em cada perninha. Mas aí fiquei conversando com ela, mostrando os carros na rua e aí pronto, passou o choro. Foi dormindo pra casa. Passou boa parte do dia dormindo.

Engraçado é que aqueles enjoos (comportamento chatinho) que os bebês apresentam no dia das vacinas, a Alexia guarda para os dias seguintes. Gente, minha filha tá tããão chatinha. Quer sair de casa pra passear e não quer ficar muito tempo num canto não. Como isso aconteceu?! Simplesmente ela fica impaciênte, resmungando muuuuuito, dá uns gritinhos e começa a choramingar. Enquanto isso, tento dá o peito, botar pra dormir, brincar, deixar com o pai mas ela não quer! Teve um dia que dei tylenol porque achava que era dor. Foi só ir pra calçada pronto, parou de chorar! Adoooora passear de carro... sei não. Queria muito não colocar mais manias do que ela já tem mas fazer o quê?! Minha mãe disse que é uma fase. Tô torcendo pra que seja.

Fora isso, ela tá dormindo melhor a noite. Faz uns 10 dias, eu acho, que ela acorda apenas 1 vez na madrugada. Dorme mais a tarde. Tá mais sociável... é engraçado, ela fica querendo conversar com as pessoas... fica soltando uns gritinhos... "aaaaai", "êêêêi", "oooooou"... muito fofa.

Pra finalizar, uma fotinha dela hoje, com um penteado novo...rsrs

27 de jul de 2013

Consulta ao Pediatra - 3º mês

5 comentários
4a feira fomos a pediatra da Alexia para a consulta do 3º mês. Minha bonequinha tá gripada - que dó gente! Ela tava com o nariz congestionado e tosse não produtiva. Dra P passou Abrilar pra tosse, um sorinho pro nariz e redoxon gotas. Fora a gripe, as descamações acabaram - ficou só um pouco no pezinho, mas é bem pouquinha e já tô vendo melhora com o uso do creme de hidrocortisona. Continuamos com o Cetrilan para hidratar a pele dela, que tá uma delícia de tocar! Graças a Deus! Continua também com o protovit e usa o sabonete proderm. 

Depois da gripe, Alexia tá acordando mais vezes de madrugada, devido ao narizinho entupido e a tosse seca. E Eu também quase não durmo porque fico preocupada com a respiração dela. A Dra P disse que não é normal bebezinhos ficarem doentes e que ela gripou por causa de alguém... papai culpado. Ô judiação... quando moramos numa cidade onde não tem nenhum parente e ficamos sem babá (já temos outra agora, mas na semana que o marido gripou coincidiu de ficarmos sem babá) dá nisso! Tô torcendo pra Alexia ficar boa logo e voltar a dormir como tava há poucos dias.

Minha bebezinha cresceu um bocado também - fiquei tão orgulhosa, foram 5,5 cm esse mês! Quanto ao peso, a Dra disse que podia ter aumentado mais mas que está dentro do ideal pra ela. Desde que nasceu, Alexia só mama ao seio e desde o 2º mês em livre demanda, o que por aqui quer dizer a cada 2h ou menos...hehe. Isso me preocupa um pouco porque logo logo eu volto pro trabalho. Acho que mês que vem já vamos começar com Leite Artificial. Maaaas tudo ao seu tempo.


Medidas: 60,5 cm
               5,570 kg

Opaaaa e eu já ia esquecendo... teve bolo pra comemorar o mesversário dela...rsrs. Olha só... ela de olho no bolo!


Até o próximo post... que deve ser das vacinas do 3º mês... UI!

22 de jul de 2013

Novidades da Alexia

3 comentários
Gente, como disse no post anterior tenho muitas novidades da minha pequena. Já tô ansiosa pra consulta de 4a feira, a consulta do 3º mês! Jááááááá... passou rápido. Quando lembro do 1º mês... ai ai, bate saudades de algumas coisas e de outras agradeço porque já passou.

Vamos as novidades:
- Há umas 3 semanas a Alexia descobriu o braço. Ficava olhaaaaando pra o bracinho erguido e pro punho com a mãozinha fechada.
- Na semana seguinte, descobriu os pés! Uma graça, fica sentadinha olhando pra baixo e mexendo os pezinhos.
- Essa semana foi a vez de descobrir como levar as mãos à boca. Gente, é uma meladeira só....rsrs. Ela coloca uma mão na boca, tira, coloca a outra e depois passa a mão no cabelo...rsrs.
- E de todas as novidades, minha preferida... ela fica com os ombrinhos levantados, erguendo o pescocinho.


Agora outro assunto:
Semana passada eu tava ficando meio triste, frustrada e morreeeeeendo de inveja de algumas amigas minhas que têm bebês de 3 meses e eles já dormem mais de 5hrs (alguns 7h!) por noite - horas seguidas. Gente A Alexia acorda em média umas 3 vezes durante a madrugada! Sábado e Domingo foi diferente, ela acordou apenas 1 vez! IUPIIIIIIII! Ai, só quem é mãe entende essa alegria! Tudo bem que ela só foi dormir às 23h, mas isso já foi muito pra mim.

Minha menina tá crescendo e essa mãe aqui tá cada vez mais apaixonada... babando muito.

Vou ficando por aqui pra deixar mais assuntos pra depois. Até mais.

8 de jul de 2013

Vacina do 2º mês

3 comentários
Meu Deus, parece que faz uma eternidade que não entro aqui. E confesso que tava esperando que esse post demorasse mesmo porque pra mim tava muito difícil imaginar esse dia - o da vacina! As primeiras vacinas que Alexia tomou foram na maternidade: BCG (não chorou) e a Hepatite B (chorou no colo da tia, que quase chora junto... eu chorei).

Tooooda vez que eu pensava nessas vacinas do segundo mês dava um aperto no meu coração. Ô meu Deus bem que a gente podia tomar e passar pelo leite...rsrs. Mas eu conversei com uma amiga minha que é enfermeira e que teve um bebê 22 dias antes de eu ter a Alexia. Ela me falou que ia dar a Hexavalente... vacina que combina a penta (dos postos de saúde) + a da Poliomelite. Custa R$200,00, diminui 1 picada e também reduz as chances de ter reações (febre, principalmente). Como sou mãe de primeira viagem e sempre ouvi minha mãe dizendo o qual rápido pode subir a febre em bebês e virar convulsão e etc, optei por comprar a tal vacina.

Quarta-feira meu marido foi em Fortaleza e aproveitou pra comprar a vacina. Na quinta fomos na casa da minha amiga enfermeira pra ela aplicar a vacina. Gente, eu chorei mais que a Alexia! Chorei no caminho, porque ela me encarava como se quisesse descobrir o motivo do passeio tão cedinho. Ela dormiu no caminho até a hora da vacina. Quando a enfermeira aplicou a vacina ela chorou mas só foi a agulha sair que o choro parou! Ufaaa, passou. De lá fomos pro posto de saúde pra ela tomar a Rotavírus (via oral). Aí foi tranquilo. Durante o resto do dia minha pequena agiu como se nada tivesse acontecido, só o cocôzinho que ficou bem molinho.... e ainda tá assim.

E passamos por esse dia que eu não via a hora de passar. Em breve posto mais novidades, porque a pequena tá cheia delas! 'Té mais!

26 de jun de 2013

Consulta ao Pediatra - 2º mês

7 comentários
Então gente, ontem teve pediatra pra Alexia e foi "A" pediatra... e melhor - aqui em Tauá! Vamos ficar indo pra ela e não mais pra pediatra de Fortaleza. Pra Fortaleza só à passeio e pra consultas minhas e do marido.
Ontem foi a consulta do final do 2º mês e nós amamos a pediatra. Como foi a primeira consulta com ela, passamos cerca de meia hora e fomos dando todas as informações que ela ia pedindo: como foi o parto, amamentação, xixi, caquinhas, vacinas tomadas, vitaminas... opa: vitaminas?! Pois é... a Alexia não tava tomando vitamina e a pediatra daqui estranhou. Passou Protovit plus que além da vit A tem as do complexo B, vit C, vit D e vit E.


Alem da vitamina, a Dra passou óleo jonhson para passar no couro cabeludo (para crosta láctea), Cetrilan (para brotoejas) e Hidrocortisona (para dermatite no rostinho). Ô gente...por aqui (sertão do Ceará) tá tendo muita falta de água e a CAGECE tem abastecido com água de qualidade não tão boa, e aí aumentou a quantidade de cloro. Semana passada a Alexia começou a apresentar um monte de bolinhas rosas em todo o corpo. Uma amiga minha daqui é enfermeira e mãe de um bebê de 3 meses, disse que ele apresentou alergia por causa desse cloro todo e sugeriu que trocássemos a água do banho e o sabonete (eu tava banhando com o da linha natura mamãe & bebê). De 5a pra cá começamos a dar banho só com água mineral e trocamos o sabonete - sugestão da padiatra dos nossos bebês - para o Proderm. Não resolveu... não piorou mas também não resolveu. Hoje comecei o tratamento e vamos observar. Tadinha, dá muito dó ver nossa princesa com a pele áspera.


Fora esses probleminhas dermatológicos, nossa bebê vai bem. E foi elogiada pela sua tranquilidade.

Medidas: 55 cm
               4,910 kg

21 de jun de 2013

Passa tãããão rápido!

3 comentários
Gente, sei que esse post cairia melhor pra semana que vem, quando minha princesa completa 2 meses, mas quero registrar logo as pequenas coisas que vem acontecendo e que passam tão rápido.

Nessa última semana a Alexia começou a querer ficar mais tempo "sentada", com a gente segurando abaixo dos bracinhos ou apoiada na nossa barriga - toda mocinha - e UFA que alívio para as costas! E nessa história de sentar, fica conosco no sofá "assistindo" TV.

Assistindo TV com o papai

Ela também tá "falando" um bocado... mas fala mais quando tá com sono e quer dormir - é seu jeitinho de pedir. E por falar em sono, depois que ela aprendeu a pedir, ficou muito mais tranquilo... e ela adooora uma rede. Fico com ela sentadinha no meu colo, balançando, até os olhinhos pesarem, aí eu deito com ela e ela dorme. E fica tão difícil tirar ela do meu colo... é irresistível vê-la dormindo e se mexendo em cima do meu peito. Podem falar o que quiserem, mas enquanto eu poder dormir com ela na rede (até que a rede nos aguente e fiquemos confortáveis - põe aí uns muitos aninhos) vou fazer, porque é bom demais e passa tão rápido.

Ela começou a sorrir mais pra gente e isso acontece mais depois que ela acorda (não importa se depois da noite ou depois de uma soneca). Colocamos ela no trocador ou na cama e ficamos um tempinho conversando e brincando com ela. Ela também nos observa enquanto andamos de um lado pra outro e sorri quando paramos e conversamos com ela. São nesses momentos em que fazemos as melhores fotos. E como são lindas as fotos de pijama!


E o tempo passa tão rápido e minha menina vai crescendo... e vai deixando algumas coisas pra trás. Quando ela era menorzinha fazia umas caretinhas tão lindas, que só ficaram gravadas na minha memória, porque não dava pra prever e tirar fotos. Tinha uns sonzinhos que também já foram. E a gente fica só observando o quanto ela já cresceu... o quanto aqueles dias em que não tínhamos ideia do que ela queria, ou como queria, ficaram pra trás.

E é incrível o quanto o amor por uma pessoinha tão linda e pequena pode crescer tanto, a cada dia mais.

Sorriso mais lindo da mamãe

16 de jun de 2013

Corujando

3 comentários

13 de jun de 2013

De volta pra casa

3 comentários
Bom diaaaaa...

Nossa, hoje estou mais tranquila... sinto que finalmente minha vida, minha nova vida, começou. Estamos em casa e uma nova rotina se inicia. Sei que é ilusão minha (será?) achar que vai ser assim todos os dia, mas é bom poder ter uma idéia de como será o dia da gente.

Viajamos de volta pra casa (Fortaleza / Tauá) no sábado. Saímos de casa às 5:00 (detalhe: acordamos às 3:30h, hora da última mamada da Alexia antes da viagem). Abastecemos e seguimos viajem até que a Alexia acordasse pra próxima mamada. Ela dorme, ainda dorme um bocado a mais, quando está no carro - em movimento; se parar o carro por mais que um sinal ela acorda...rsrs. Então ela acordou perto das 7:00 e estávamos em Canindé. Ela mamou... esticamos as pernas.. papai deu banho de sol... e seguimos a viagem.



 Ao longo do caminho (mais ou menos 350 km) paramos mais uma vez, pra trocar a fralda. Daí seguimos e ela acordou, choramingou e paramos no acostamento pra mais uma mamada (acho que lá pelas 9:30 ou 10:00h) e lá pelas 11:00h chegamos! E fomos direto para o quartinho da minha princesa...

Quartinho da princesa

Conhecendo seu berço... e seus amiguinhos

Depois da brincadeira, viagem longa - um soninho
Por enquanto, as coisas estão assim:
Acorda cedinho, toma banho de sol, mama lá pelas 8:00h, às vezes cochila pela manhã, na maioria fica com a babá conversando e passeando pela casa. Toma banho perto das 10:30h e mama. Dorme entre 11:00 e 14:00, acorda e mama. Fica com a babá conversando e passeando pela casa até às 16:30 ou 17h, mama, toma banho e fica com a mamãe - pois a babá vai pra casa. Com a mamãe, conversa, brinca, passeia pela casa, varanda (entenda-se dá uma canseira na mãe), às vezes cochila, pede o peito antes da hora - mas só quer um pouquinho. Chora com sono, demora pra conseguir dormir e dá o horário de mamar mais uma vez. Daí fica calminha e mamãe embala até o soninho chegar. Na madrugada acorda a cada 2 ou 3h e então começamos outra vez, um novo dia!

Beijinhos... quando der passo por aqui pra mais notícias... ando sempre lendo o blog de vocês, mas as mãezinhas sabem como os posts se tornam difíceis de fazer depois que nossos pequenos nascem. Às gravidinhas vai um conselho (quase ordem!): Durma, meu povo... aproveitem!

12 de jun de 2013

Consulta ao Pediatra - 1º Mês

3 comentários

Post hiper atrasado... mas tem que registrar!

Dia 7 de junho fomos a pediatra da Alexia... na verdade uma outra, porque a primeira que ela foi não tava disponível p semana e nós tínhamos que voltar pra casa (Tauá - Ce) e não dava pra esperar. Ela mediu, mexeu, fez massagens (aquelas pra evitar cólicas), ensinou a limpar as gengivas.... Tudo! Mas falava tão rápido, agoniada demais... bem diferente da outra. Vamos voltar nela só em agosto, pra consulta dos 4 meses - pois segundo ela começam a ser introduzidas algumas vitaminas.

Medidas: 51,5 cm (cresceu 3,5 cm)
                4,450 Kg (aumentou 1,100 Kg)

Look do dia - Indo pra Pediatra

Soninho boooom

Tá muito fofinha... em breve posto sobre nossos dias de adaptação na nossa casa - finalmente!

Beijinhos.

30 de mai de 2013

20 formas estimulantes de brincar com um bebê

2 comentários
Por Joyce Lollar 

Quem já não teve aquela sensação estranha de que não tem a menor ideia do que fazer com o bebê uma vez que ele esteja bem alimentado, limpinho e descansado! Tudo bem, o básico de manter um recém-nascido vivo até que foi aprendido, mas o que fazer agora com aquele serzinho que fica com o olhar meio perdido e não demonstra ainda nenhum interesse em nossos esforços de cantar ou balançar brinquedos? E que, só para quebrar a monotonia, de vez em quando solta um choro bem sentido? 

É certo que bebês pequenos interagem pouco, mas isso não quer dizer que brincar com eles não seja importante. Desde o primeiro dia em casa, seu filho vai estar ligado em tudo que acontece a seu redor, mesmo que não pareça. Conexões estão sendo feitas no cérebro dele e informações, decodificadas e categorizadas o tempo todo. 

As brincadeiras servem para encaixar tudo isso como se fosse um quebra-cabeça e serão fundamentais para o desenvolvimento social, emocional, físico e cognitivo do seu filho à medida que ele crescer. 

As interações têm também a vantagem de aproximar pais e filhos e de tornar os momentos que passam juntos mais prazerosos. Vale lembrar ainda: quanto mais ele ri, menos chora! 

Outra coisa importante para ter em mente é que repetição é a chave do sucesso. Muitas brincadeiras não surtirão efeito algum da primeira vez que você tentar, porém, se insistir, o bebê vai acabar dando risada só de perceber que você pegou um determinado brinquedo. 

O nível de atenção varia bastante, dependendo da idade da criança, do temperamento e até do humor do momento. Às vezes ele vai ficar envolvido em uma atividade por até 20 minutos, mas o mais comum é que a brincadeira precise mudar a cada cinco minutos, mais ou menos. 

Você perceberá que ele está entretido se ficar virado para você, sorrindo, gargalhando ou dando aqueles gritinhos de alegria. Quando começar a se virar para o outro lado, chorar ou mostrar sinais de impaciência, é hora de algo novo. 

Alguns bebês ficam excitados além da conta com mais facilidade, por isso se o seu começar a chorar durante a brincadeira, não se decepcione. Pense em atividades mais tranquilas, como contar histórias, ouvir música ou até um intervalinho para uma mamada ou uma volta de carrinho. 

Saiba ainda que nem toda criança vai gostar de uma brincadeira só porque é apropriada para a sua idade. Não deixe que esse tipo de coisa suscite aqueles pensamentos "Nossa, meu filho não está tentando pegar o bloquinho como deveria, então deve ter algo errado com ele!". Provavelmente não há. 

É muito comum que uma criança demore mais que as outras para alcançar um determinado marco de desenvolvimento e seja mais rápida em outro. Dito isso, é claro que, se você realmente suspeitar de algum atraso, confie nos seus instintos e não deixe de mencionar para o pediatra na próxima consulta. 

Recém-nascido a 3 meses

Para muitos pais e mães de primeira viagem, um recém-nascido pode até parecer nada mais que uma máquina de fazer cocô e de chorar. No máximo, uma criaturinha que passa a maior parte do tempo deitada inerte. Então não tem jeito mesmo de se conectar a esse ser e até se divertir com ele? 

Tem sim. A melhor estratégia para isso é aguçar os sentidos do seu filho: através do toque, da visão (lembrando que ele ainda não enxerga muito bem), do olfato e da audição. O paladar fica para um pouco mais tarde, quando a variedade de sabores entrar na vida dele. 

Observação: Seja paciente e contenha suas expectativas, porque poderá levar um tempinho para o bebê responder a seus estímulos, se responder. O máximo que você pode fazer é continuar tentando ou esperar para que ele esteja um pouco mais acordado para querer brincar. 

Dois pra lá, dois pra cá 
Naquele finalzinho de tarde melancólico, em que ele invariavelmente abre o berreiro, sempre na mesma hora, como se fosse relógio, experimente colocar uma música bem gostosa (só não exagere nas batidas e no volume), segurá-lo nos seus braços e dançar juntinho pela casa. 

Vá com calma e comece com movimentos mais suaves, não se esquecendo de apoiar o pescoço do neném e de não sacudi-lo. Quando seus braços cansarem, deite o bebê de modo que possa acompanhar você e mantenha os passos. 

Movimentos exagerados e engraçados, como rebolar ou balançar braços para cima e para baixo, são especialmente cativantes para crianças pequenas. 

Olha que legal! 
A maior parte das brincadeiras desta fase consiste em mostrar coisas para o seu filho. Vale qualquer objeto da casa que não corte, queime ou possa ser engolido. Bebês adoram colheres, espátulas, tampas, embalagens de margarina ou xampu vazias e lavadas, almofadas aveludadas, caixinhas de presente e paninhos. 

Tenha uma "caixa secreta" de itens interessantes por perto para, de repente, tirar alguma surpresa de lá como se fosse mágica. Segure o objeto a cerca de 30 centímetros de distância do bebê e encare-o com encantamento para mostrar como isso funciona para seu filho. "Nossa, olha que incrível como essa caixa abre e fecha!". 

No que diz respeito a livros, não espere que uma criança tão pequena realmente entenda do que se tratam. Mas o ritmo da sua voz e a sua companhia, além de estímulos visuais, costumam ser apreciados pelos pequenininhos. Você vai saber se ele está gostando da atividade se ficar atento e quietinho enquanto você vira páginas e aponta para formas e ilustrações coloridas. 

Os bebês não costumam prestar atenção por muito tempo e quando ficam um pouco mais velhos começam a pegar os livros da sua mão e fechá-los. Não estranhe, porque isso faz parte do desenvolvimento. O que conta para eles é a interação com você, não a história em si. 

O que é isso em cima da minha cabeça? 
Você logo vai perceber como dá para se divertir achando tesouros na sua própria casa, sem ter que sair por aí gastando dinheiro. Veja a seguir três ideias para começar: 

• amarre ou cole fitas ou tecido em uma colher de pau e suavemente passe por cima e na frente do rosto do bebê. 

• pegue um lenço mais sedoso e balance-o pelo ar, deixando-o pousar na cabeça do bebê. 

• enrole um brinquedo pequeno em um daqueles elásticos mais molinhos e lance-o para baixo e de volta às suas mãos, como se fosse ioiô, falando "Boing! Boing!" toda vez que descer. 

Observação: Nunca deixe uma criança sozinha com fitas e laços, porque eles podem facilmente ficar enrolados no pescoço ou ser colocados na boca. 

Solte a voz 
A sua voz é um susto? Não tem o menor problema, porque seu filho não sabe disso e tudo que sai da sua boca é música para os ouvidos dele. 

Caso ainda não tenha feito isso, é hora de reaprender alguns clássicos do repertório infantil, como "Boi, boi, boi, boi da cara preta…", "Ciranda, cirandinha…", "Como pode um peixe vivo viver fora…", "A canoa virou…" e "A dona aranha subiu pela parede…". Se não conseguir se lembrar das letras, faça uma busca na Internet. 

Procure fazer vozes diferentes, mudar o tom, cantar mais baixinho e, de repente, mais alto, incluir o nome do bebê na música. Acrescente objetos ao número musical, como um fantoche ou até uma meia colocada em cima da sua mão fechada. 

Pode ser que a princípio tudo pareça meio bobo, mas, à medida que você perceber o quanto seu filho gosta de ouvir você cantar, isso passa. A verdade é: acostume-se a cantar, porque a música tende a ser parte essencial da infância e do aprendizado das crianças. 

4 a 6 meses

Nesta idade, o bebê começa a ficar bem mais ativo, ao aprender a virar de um lado para o outro e a se sentar. Outra novidade é a habilidade de segurar, manipular e levar objetos à boca, algo que o ocupará por horas a fio e exigirá atenção redobrada da sua parte. 

As crianças passam também a responder melhor às tentativas de entretê-las, soltando gritinhos de alegria e olhando os pais nos olhos. 

Bolinhas de sabão 
Elas são simplesmente irresistíveis, e agora a visão do seu filho já o permite acompanhá-las a uma maior distância. No meio de uma crise de choro, procure uma área externa e comece a assoprar as bolinhas só para ver o que acontece: as lágrimas param na hora. E se puder ir a um local onde crianças maiores estejam brincando, melhor ainda. Elas virão correndo para olhar as bolhas também e acabarão entretendo o bebê só com sua presença. Outra vantagem é que esse é um brinquedo fácil de transportar e barato. 

Vou te pegar! 
Não há criança no mundo que resista à ameaça de um monte de beijos, abraços e cócegas. É só dizer: "Júlia: estou vendo você sentadinha aí... Acho que vou aí te pegar e te encher de beijinhos. Vou te pegar! Vou te pegar! Te peguei!". Faça então o prometido e veja só que gargalhadas gostosas vai receber. 

Você pode também ameaçar de "comer" pés, mãos e barriga, outro sucesso garantido. Quando seu filho for mais velho, modifique um pouco a brincadeira, acrescentando uma corrida de pega-pega pela casa (aliás, essa brincadeira é uma maravilha de fazer quando você está atrasada e ele "emperra" que não quer sair de jeito nenhum -- é só começar com um "Cuidado que eu vou te pegar…" em direção à porta). 

Dedo mindinho, seu vizinho… 
Pegue delicadamente cada dedinho do seu filho e vá dizendo o famoso "dedo mindinho, seu vizinho, pai de todos, fura-bolos e mata piolhos", terminando com seus dedos da mão escorregando para a barriga dele, em uma coceguinha gostosa. 

Há também a versão para os dedos dos pés, começando pelo dedão: "Este porquinho foi ao mercado; este porquinho ficou em casa; este porquinho comeu carne assada; para este porquinho, não sobrou nada. E este porquinho aqui veio gritando ... (e aí é a hora de subir com seus dedos até a barriga, para fazer cócegas) até chegar em casa". 

Esse tipo de brincadeira é muito útil na hora de colocar meias e sapatos ou de distrair a criança para trocar a fralda sem muito vira-vira. 

De barriga para baixo 
É bem possível que seu pediatra já esteja aconselhando a colocar o bebê de bruços no chão (em cima de uma toalha mais felpuda ou um edredom), mesmo se ele reclamar um pouco, já que a posição é mais cansativa. 

Ajude-o a se divertir com isso deitando-se também no chão de barriga para baixo e fazendo um olho-no-olho. Depois, vire-o devagarzinho de um lado para o outro fazendo algum som engraçado (pode até ser um simples "Opa" a cada virada) para incrementar a atividade. 

Bebê voador 
Agora que a cabeça está mais firme, já dá para brincar de aviãozinho ou de foguete, fazendo o bebê "voar" na horizontal, deitado e bem apoiado entre seus braços (papais costumam ser craques nessa brincadeira). Uma variação é brincar de elevador: você segura o bebê no colo e sobe e desce em direção ao chão com ele, contando os andares ao mesmo tempo (a menos que esteja em excelente forma física, você não precisa se agachar até o chão!). 

7 a 9 meses

Seu filho já é quase um especialista em se sentar e logo logo estará engatinhando por aí. Encha-o de elogios a cada conquista, mesmo após os inevitáveis tombos. "Lucas, olha só como você consegue sentar bonito!". Bebês adoram palmas como parte do elogio. 

Outra coisa que faz cada vez melhor é passar objetos de uma mão para a outra e segurá-los. Além do mais, ele começa a entender que, se um brinquedo não está à vista, isso não quer dizer que sumiu para toda a eternidade. Aproveite para brincar bastante de esconder o rosto atrás das mãos perguntando "Onde está a mamãe?" e depois abri-las dizendo "Achou!". 

Pega, segura e bate 
Se ele tiver um só brinquedo na mão, vai tentar batê-lo na mesa sem parar. Se tiver dois, vai tentar bater um no outro, segurá-los contra a luz para ver o efeito, batê-los separadamente e depois junto na mesa, transferi-los de uma mão para a outra, enfim, uma infinidade de combinações. 

Para ajudar, tenha sempre por perto itens que fazem sons interessantes, como embalagens plásticas vazias, colheres de metal, sinos e chocalhos. 

No controle 
Bebês adoram observar situações de causa e efeito, como quando percebem que, se apertam um botão, a luz se acende. É estimulante para eles, mas pode dar muito trabalho para você ter que aguentar o tempo todo a insistência de ser pego no colo mil vezes para acender e apagar luzes. 

Para evitar conflito, tente oferecer um telefone de brinquedo a fim de saciar a vontade dele de controlar as coisas. Outra alternativa é deixar de propósito, em alguma gaveta ou armário mais baixo, itens seguros que possam ser "encontrados" e manipulados sem risco. Não deixe de verificar antes se não há mesmo nenhum pedaço de madeira ou outro acabamento se soltando que possa machucar o bebê. 

Corrida de obstáculos 
Se o seu filho estiver engatinhando, se arrastando de bumbum ou até, se for apressado, dando os primeiros passinhos, incremente a experiência com muitos obstáculos no meio do caminho para ele tirar da frente -- algo que é ótimo também para aprimorar as habilidades motoras da criança. Valem almofadas, revistas velhas e até pais cansados! Só não use animais domésticos, porque o bebê pode machucá-los sem querer. 

Rola a bola 
Crianças pequenas são apaixonadas por bolas e pelo jeito como elas se movimentam. Experimente só jogar uma bola bem grande para cima e deixá-la cair no chão como se não tivesse conseguido pegá-la a tempo. 

Outra forma divertida de brincar com bolas é escolher uma de plástico molinho ou tecido e jogá-la na direção do bebê. Aos poucos, ele vai aprender a pegá-la e jogar de volta para você. Por enquanto, nada de chutes ou cestas. 

10 a 12 meses

Seu bebê já não é mais aquela coisinha frágil de outros tempos e, a cada dia que passa, aprende novidades mais depressa e precisa passar mais tempo no chão, para explorar o mundo. Nesta fase, atividades que estimulem o desenvolvimento motor, como ficar de pé, empurrar e tentar subir, são importantíssimas. 

Arruma e desarruma 
Agora que a criança está descobrindo a conexão entre objetos do mundo, ela vai gostar de empilhar bloquinhos, colocar cubos em uma determinada ordem (que pode não fazer nenhum sentido para você) ou encher e esvaziar caixas com peças menores (fique sempre se olho para que não sejam pequenas demais e possam ir parar na boca). 

Dê a seu filho uma caixa de sapato fácil de abrir e mostre como dá para colocar várias coisas lá dentro e tirar tudo depois. Em um dia mais quente, procure uma sombra gostosa e leve potes pequenos de plástico para ele encher e esvaziar com água. 

Tudo por um brinquedo 
Uma vez que seu filho já fique de pé, coloque-o em uma ponta do sofá e na outra um brinquedo daqueles bem queridos, para que tenha que chegar do outro lado para alcançá-lo. Talvez você tenha que mostrar como funciona essa brincadeira, deixando algo seu lá e se arrastando de joelhos para pegar. Aumente a distância quando perceber que ficou fácil demais, mas não comece com um percurso muito difícil, porque isso pode frustrá-lo, fazendo-o desistir. 

Seu mestre mandou… 
Faça um barulho estranho e olhe para o bebê para ver se ele imita você. Pode ser que sim ou pode ser que resolva fazer seu próprio som engraçado, e aí será a sua vez de imitar ou de criar de novo algo diferente. 

E não se limite só a sons. Faça caretas ou movimentos e veja só o que acontece. Aproveite algum gesto inesperado do seu filho e o repita para mostrar como você sabe fazer como ele, o que o deixará superfeliz. 

Hora do banho 
Nenhuma criança desta idade se contenta mais em simplesmente sentar na banheira e ser lavada. Bebês mais velhos querem ficar de pé, jogar água para todos os lados, pegar seu cabelo, amassar o sabonete ou o recipiente de xampu. 

O melhor jeito de não transformar a hora do banho em uma loucura para você é ter muitos brinquedos para distrair seu filho na água. E isso não quer dizer ter que sair para comprar. Com certeza na sua própria cozinha há uma série de potes e embalagens plásticas que podem servir perfeitamente para brincar, é só procurar e testar para ver o que dá certo. 

Depois do banho, lave e enxágue bem os "brinquedos" e deixe-os secando no escorredor de louça. 

Atenção: Nunca deixe um bebê brincando sozinho, nem por um segundo, na banheira. 

Joyce Lollar é mamãe da Violet e escreve um diário sobre sua filha no BabyCenter dos Estados Unidos, chamado Tending Violet ( http://babycenter.com/tending-violet).
 

http://brasil.babycenter.com/a4300114/20-formas-estimulantes-de-brincar-com-um-beb%C3%AA?scid=br_pt_mbtw_baby_post4w

28 de mai de 2013

1º Mesversário

5 comentários
Post rapidinho pra deixar registrado:


Sábado, dia 25, fez 1 mês que minha princesinha nasceu...compramos bolo, vestimos um vestidinho fofo pra ocasião e Alexia estava toda tranquila, feliz pelo seu dia. Maaaas a mamãe adoeceu... Comecei o dia me sentindo tão mole, com os seios doloridos e fui piorando, sentindo muito frio e depois veio febre. Passei todo o sábado muito ruim e a tarde tava com 39ºC... ô coisa chata! Não tinha coragem pra nada inclusive não tirei foto da Alexia com seu primeiro bolo... paciência. Meu seio esquerdo ficou duro, quente e vermelho. Liguei pra minha médica e ela disse que poderia ser mastite. Pediu pra esvaziar o seio e fazer compressas com água fria, geladinha e tomar tylenol pra febre. Domingo amanheci bem melhor, mas o seio ainda dolorido e vermelho. Fiz compressas e colocava a Alexia pra mamar mais neste seio. A segunda veio e já estava bem melhor, mas doia muita sempre que ela pegava o peito... ainda dói muito. 

Também para ficar registrado, ontem acho que a Alexia teve seu primeiro dia de cólica. Alexia não conseguia dormir e quando dormia acordava em pouco tempo, choramingando... não havia, peito, posição ou fralda limpa que a deixasse em paz. Ficava se esticando toda e depois se contraia... choramingava até quando tava mamando. Olhava nos olhos da gente como se pedindo pra ser socorrida... que dó. Foi dormir lá pelas 22:30h após tomar luftal.  

Outra coisa que tenho notado é que ela tá comendo mais. Não sei se o seio que deu "problema" tá dando menos leite ou se é fome mesmo, mas durante o dia ela nem espera 2hrs pra pedir pra mamar de novo. E aí, mãezinhas de bebês de 1 mês (Cacau, Pri...), o que me dizem? 

Tem mais coisas pra falar, mas vou deixar pra depois... já já Alexia acorda.

Datas que marcaram:


11/05/12 -
Início do Ác Fólico

24/07/12 - D.U.M. (data da última menstruação)

04/09/12 - Descoberta

17/10/12 - 1º Ultrassom


29/11/12 - Descoberta do sexo
- É uma menina!

11/01/13 - 2ª Ultrassom - Morfológica
- É mesmo uma menina!

25/04/13 - Nasceu!!!!

Seguidores

 

Vida Nova em Breve Copyright 2009 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipietoon | All Image Presented by Online Journal